quinta-feira, 31 de março de 2011

Vamos lutar por uma cena melhor

Movimentos literários surgiram em passos curtos e foram tomando forças até serem encarados com profissionalismo.
Será que alguém já imaginou fazer isso com a nossa cena Metal pernambucana? Pensamento absurdo? Acredito que não, pois isto não é uma ideia inédita. Algo já concretizado em cenas como: Brasília, copiado no Paraná, que reuniram algumas bandas e formaram um “selo”, onde todas as bandas participantes colaboram e cada uma em seu momento determinado grava seu CD. Para amenizar o valor financeiro estabelecem Split.
Como tudo que é bom merece ser copiado, a cena cearense o fez. Mencionamos essa cena para tirar do estereótipo que, a cena forte se localiza apenas no sudeste ou sul do Brasil. A Associação Cultura Cearense do Rock juntou, a princípio, bandas locais e em seguida atração extra Estadual, a gaucha Krisiun, então foi mais além e levou atração internacional, Rotting Christ.
Vemos nossa cena lutar ao longo deste tempo por um progresso, ou bandas em conflitos com outras, alguns organizadores (desorganizadores) criam uma “panelinha”, algumas bandas que maquiam nossa cena em entrevistas a Magazine, zine ou em sites, escondendo nossa realidade – vocês sabem quem são!




Não devemos generalizar, existem sim grandes organizadores, bandas unidas e verdadeiras.
Também existem bandas que querem apenas tocar, sem ao menos um mínimo de esforço, pois tivemos a certeza quando fundamos este site, um espaço totalmente gratuito.
Tivemos de correr atrás das bandas para divulgá-las, de cartazes de shows para manter os bangers informados, isso sim parece absurdo. Poucas foram as bandas e organizadores que nos procuraram por um apoio gratuito, pois não exigimos material de graça, algumas vezes trocamos ou compramos. Certo que temos pouco tempo no ar (on line), mas ai fica a mensagem.
De certeza, essa não é a melhor maneira de organização.
Devemos criar um movimento que chame a atenção de órgãos governamentais, mostrando que esta cena “alternativa” tem um grande público – coisa que mostramos nos shows: do Helloween, do Iron Maiden, do Motorhead e anualmente no Abril pro Rock. Precisamos tentar mostrar um plano de trabalho e tentar solicitar apoio a FUNDARPE, ou secretarias de cultura municipais. Poucos foram os shows de Metal que vi estampado o apoio da FUNDARPE em panfletos e em outros meios de divulgação.

Talvez você ache absurda a ideia de uma Associação Metal em nosso Estado, talvez utópica. Mas pensar em reunir bandas e produzir shows com bandas locais ou um CD split, ou DVD, ou vinil, ou coletânea e lançar um produto cada vez mais profissional, com união... Talvez isso atraia a atenção de autoridades, então anexe isso ao seu projeto e solicite apoio cultural, pois cultura é um direito de todos e temos leis de incentivo à cultura, afinal somos todos cidadãos brasileiros e contribuintes. Vamos lutar juntos por uma cena melhor.


By Hugo Veikon



Hugo, é o responsável pelo site Arena Metal:

No site você encontra resenhas de shows, álbuns, entrevistas e muito mais!  
Este texto foi publicado aqui no Quimeras à pedido do próprio.
A equipe Quimeras compartilha a mesma idéia do Hugo, vamos melhorar nossa cena metal em todo o país! 

quinta-feira, 24 de março de 2011

Biografia e discografia: Ice Age



O Ice Age é mais uma daquelas bandas que mereciam ter ido muito mais longe, mas infelizmente acabaram encerrando as atividades, deixando para quem as ouve uma sensação estranha de saudade do que não se pode conhecer além...


É assim que eu me sinto quando ouço o Ice Age... Cada vez que ouço as demos que elas deixaram sinto uma certa “saudade” das músicas que elas deveriam ter composto em seguida, dos muitos e muitos álbuns brilhantes que elas poderiam ter lançado, dos shows que elas poderiam estar fazendo e que eu poderia ter ido se por acaso viessem ao Brasil.

Pois é, infelizmente nem todas as bandas legais conseguem se manter na ativa, ainda mais sendo o metal um estilo tão prejudicado pelo preconceito e pela ignorância de quem controla as grandes mídias. 

Mas enfim, vamos falar do Ice Age!
Formada em Gothemburgo (Suécia) em 14 de Janeiro de 1985 pela vocalista Sabrina Kihlstrand e pela guitarrista Pia Nyström, completavam o cast a baixista Helena Kilhstrand e a baterista Tina Stromberg. 
No Início a banda chama-se Rock Solid, mas logo mudou para Ice Age. Rock Solid acabou sendo o título da primeira demo.
Praticantes do bom e velho Thrash Metal, elas ficaram conhecidas na época como "As Rainhas do Thrash Metal" e chegaram a ser comparadas a bandas como Megadeth e Metallica!
No período entre 1985 e 1990 foram lançadas quatro demos e nesse período a formação da banda mudou bastante, sendo Pia Nyström a única integrante original a permanecer até o fim.


Também integraram a banda:

Viktoria Larson (baixo )
Johanna Holmsted (guitarra - Original Sin)
Isabella Fronzoni (guitarra - Original Sin, Rock Goddess e outras)
Debbie Gunn (vocal - Sentinel Beast, Znöwhite e Brutal Groove)


A banda encerrou as atividades em 1990, sem chegar a lançar um álbum oficial, uma pena já que pela qualidade das demos o álbum com certeza teria sido muito legal!


By Youkai





DISCOGRAFIA:


1986: Rock Solid

1987: General Alert


1988: Demo'88


1989: Instant Justice




Videos:


Ice Age: In The Name Of Science


Ice Age live in 1989, part I: 


Ice Age live in 1989, part II: 


Conheci a banda em blog muito legal chamado Guerreiras Headbangers e como sugere, o nome é um blog que divulga bandas femininas de metal.


A minha música preferida é "Into the Danger Zone" viajo muito ouvindo essa música e na minha humilde opinião General Alert é a demo mais legal. Infelizmente nunca consegui encontrar as letras...







BLOG com links para download (amei esse blog, vale muito a pena conhecer):






Para a minha grande felicidade, encontrei no myspace há alguns meses atrás um projeto chamado Idiots Rules. Essa banda é um projeto da guitarrista Pia Nyström junto com Sabrina kihlstrand e Viktoria Larsson. Completam a formação o guitarrista Niclas Engelin , Thomas Fredricksson e Lorin Linstruth (guitarra).
Enfim, nas palavras de Pia Nyströn: 
"Good bands don't die, they are here to forever haunt you!"





Sabrina Kihlstrand

Tina Strömberg

 Viktoria Larsson

Pia Nyström

Sabrina e Pia





domingo, 20 de março de 2011

Entrevista: Brasil in Metal (Herb)


A rádio Blast! é uma grande conhecida do público amante da cultura oriental, mas aos domingos a partir das 18:00 horas o que rola é muito metal nacional de diversas vertentes!
Quem conseguiu essa brecha na programação é nosso querido Herb, que antes já havia conquistado seu espaço na mesma com o programa J–Metal is The Law.
Herb também mantém um blog na rádio muito interessante. Onde discute temas polêmicos, como “em que idioma cantar”, divulga eventos, entrevista bandas etc. Ah! Fique de olho lá, pois sempre há sorteios de CDs, camisetas.
Saiba mais sobre o Brasil in Metal, com esta descontraída entrevista!




.¸¸..¸¸.

1– Quimeras: Primeiramente, gostaria de dizer que é um enorme prazer entrevistá-lo. Fale um pouco sobre a Rádio Blast! e seu começo nela.
Herb: O prazer não é de outra pessoa, senão meu Haru. A Rádio Blast! é uma rádio voltada a difusão da cultura japonesa, em um primeiro momento. Começou em 2006, e acompanho ela desde o início. Só consegui tempo para participar ativamente da rádio em 2008, que foi quando entrei para o "quadro de colaboradores", isso mais especificamente em outubro.

2– Q.: Você também é um grande amante do Metal, Hard Rock japonês, inclusive apresenta na mesma rádio o programa J-Metal is The Law. Como e quando surgiu seu interesse neste gênero?
H.: Em 2000 eu navegava pela internet quando vi um blog falando sobre o aniversário de 2 anos da morte do Hide, guitarrista do X Japan. A menina que escreveu o post escreveu de tal maneira que me interessei em conhecer a banda. Na época não se achavam tantas músicas disponíveis para download, então baixei somente algumas e deixei de lado. Alguns anos depois, num belo dia a noite quando eu estava no ICQ conversando com uma amiga japa minha, resolvi ouvir as músicas de novo. Comentei com ela, ela disse que gostava e me passou mais músicas do X Japan, além de recomendar que eu ouvisse Onmyo-Za, que é minha banda preferida de J-Metal até hoje!

3- Q.: Há quanto tempo existe o Brasil in Metal? E como foi sua estréia?
H.: O projeto em si existe a, no mínimo, 1 ano e meio. Porém, antes a rádio era muito focada em música japonesa, e só quando essa mentalidade mudou esse projeto foi aprovado e eu pude colocar o blog e o programa no ar, em junho de 2010.

4-Q.: O intuito do Brasil in Metal é tocar e divulgar bandas nacionais, por que essa escolha?
H.: A Rádio Blast! divulga um estilo de música que, convenhamos, é pouco conhecida e divulgada no Brasil. Sempre considerei o Metal nacional pouco valorizado e divulgado, de um modo geral e entre os próprios fãs do estilo. Entre um programa de metal mais generalizado e um programa focado em um metal que precisa e merece todo a apoio possível, eu não tive dúvidas e escolhi fazer algo voltada para bandas daqui, que lutam pelo seu espaço.

5–Q.: Como e quando surgiu seu maior interesse no Rock/Metal brasileiro?
H.: Quando comecei a ouvir metal, conheci logo alguns amigos que estão presentes em minha vida até hoje, como por exemplo o Gilvan. Todos eles eram mais velhos, de 8 a 10 anos, no mínimo. Na época, eles faziam caravanas da nossa cidade natal para as cidades da região que tinham show de metal, e a maioria eram shows underground. Então eu posso dizer que minha "formação" no metal foi, de certa maneira, nacional, por isso esse carinho.

6-Q.: Em sua opinião quais as bandas mais injustiçadas da história do nosso Rock/Metal nacional? 
H.: Inúmeras... Bandas como Korzus, Dorsal Atlântica e tantas outras, mereciam estar no "hall" das bandas que qualquer pessoa no mundo, que curte metal, deveria ter como prioritária, no mínimo, na lista de "bandas que DEVO conhecer".

7–Q.: No cenário atual, quais bandas você mais admira?
H.: Essa é uma questão delicada. Eu respeito muito o trabalho, principalmente, da Shadowside, da Painside, do Syren e de várias outras. Mas me sinto na obrigação de dizer, e você muito bem sabe do que falarei, que não tem como falar do cenário atual sem citar o MindFlow. Creio que na "história digital" do metal, nenhuma outra banda no mundo soube trabalhar tão bem com seus fãs quanto eles. Eles nasceram já nesse cenário, mas souberam aproveitar e se adptar a ele como nenhuma outra banda jamais conseguiu.

8–Q.: Atualmente quais bandas são mais pedidas por lá?
H.: Bandas que fazem parte da cultura do metal brasileiro, como Angra e Sepultura, sempre tem um lugar especial nos pedidos. Mas o pessoal anda pedindo muito MindFlow, Hibria, além de bandas regionais, principalmente, de thrash metal, como o Losna e o MorTus.

9–Q.: Em todo programa alguma música da banda MindFlow é executada, qual a sua relação com banda e por que decidiu dar este espaço permanente à eles?
H.: Bem, eu acompanho o trabalho deles desde que eles lançaram o primeiro CD. Mais do que o trabalho musical, eu sou fã do trabalho publicitário deles. Como Web Marketer, desde 2004 me surpreendo com as estratégias de marketing que eles usam. Fora isso, o respeito, o carinho e a preocupação com os fãs são fatores que deixam qualquer pessoa de boca aberta. O espaço permanente, é bem verdade, não foi nada programado. É uma das bandas que eu mais quero ver crescendo, além de terem músicas que eu adoro. Por isso não podia deixar de tocar algo deles no programa. É como cerveja, se não tiver, o programa não é o mesmo.


Só pra descontrair:
Q.: Quantas cervejas bebeu hoje (13-03-2011)?

H.: Então, são 10:37 agora. Cheguei em casa a umas 2:30 da manhã, estava em um Open Bar, infelizmente, servido em copos! Então acho que perdi a contagem depois da sexta visita ao bar para pegar dois copos. Porém, tem um gradado de Heineken e seis Antarcticas na geladeira aguardando ansiosas para serem consumidas durante o programa! \o/


Aliás, quando receberei meu gradadinho hein?! Hein, heinn, heinnn?! Risos.

10–Q.: Deixe uma mensagem aos seus ouvintes e pra quem está conhecendo sobre seu programa agora.
H.: O Brasil in Metal é um programa de cabeça aberta, e estamos lá pra dar espaço pro metal, pro hard e pro punk. No Brasil, nascem e morrem bandas excelentes sempre e às vezes poucas pessoas tomam conhecimento disso. Essas bandas merecem espaço, merecem serem conhecidas além de suas próprias expectativas, e estamos lá tentando fazer isso. Queria deixar um beijo bem carinho pra você Haru, e pra toda equipe do Quimeras. Nunca perco um post, e o trabalho de pesquisa que vocês fazem aqui é inspirador! Parabéns, e obrigado pela honra da entrevista!

By Harumi




Herb



Façam pedidos, troquem idéias diretamente com Herb pelo Twitter:







sexta-feira, 18 de março de 2011

Selo: Stylish Blogger Award


Nós do Quimeras - MetalBlog ficamos lisonjeadas quando recebemos a indicação ao selo.
Este é o primeiro selo que recebemos e para nós é muito gratificante perceber que nosso blog é interessante e contribui de alguma forma para a cena Rock e Metal da nossa região.
Gostaríamos muito de agradecer a Pâmela do Blog Left Thoughts pela indicação e reconhecimento do nosso trabalho, ficamos até sem palavras para agradece-la.




 As regras para  o recebimento do selo são:

§  Ao receber o selo, deve-se repassar para 15 outros Blogs.
§  Indicar sua postagem para esclarecimentos.
§  Comunicar os 15 escolhidos com um comentário em seus blogs
§  E incluir no seu post 7 coisas sobre você.



.::✤::.

Foi difícil escolher apenas 15 blogs. Já que existem muitos Blogs de qualidade, porém ao fim foram escolhidos os seguintes:




.::✤::.

7 coisas sobre nós (Harumi, Selene e Youkai):

1- Amantes incondicionais de literatura.
2- Fãs de animes e mangás.
3- Temos vontade de conhecer a Europa, principalmente a península escandinava.
4- Apreciadoras da noite, da lua, do inverno, da arte e moda obscura e da subcultura gótica em todos os seus aspectos. 
5- Nós três desenhamos.
6- Não resistimos à uma boa cerveja como a Heineken (que nossos futuros alunos não leiam isso).
7- Professoras. Harumi e Selene formadas em Letras e Youkai em Matemática.


Obrigada de novo pelo selo Pâmela, abraços!



By Equipe Quimeras




segunda-feira, 14 de março de 2011

Inkubus Sukkubus



Gostaria de contar aqui, antes de mais nada, como começou minha relação com esta banda.
Estava pesquisando no site YouTube os episódios do desenho Witch, mas por falha minha na hora de digitar escrevi "Witches" e na mesma hora fui apresentada ao clipe dessa banda.
É um clipe antigo, a imagem não tem uma qualidade muito boa, mas assim que o assiti e ouvi a música foi como se algo muito bom tivesse entrado em mim. Corri num site de tradução e pesquisei todas as letras e traduções de músicas desta banda e assim a amei mais ainda!


Depois fui pesquisar a história da banda que trago aqui em primeira mão para vocês:

A banda intitulada como Inkubus Sukkubus surgiu em 1989 na Britânia, formada por Candia Ridley, Tony Mckormack e Adam Hender.
 Já lançaram 13 CDs e fazem sucesso até hoje, o mais novo lançamento foi em 2009, o album chama-se: Viva la Muerte.

É sem sombra de dúvidas uma banda de sonoridade gótica mesmo e todos os integrantes são pagãos.


Palavras estas que vocês podem conferir no site:






Deixo aqui o link do video que assiti desta banda, logo abaixo dele a tradução da música.

Link do videoclip da música Wytches:



----------------------------------------------
Letra da música Wytches:

Come join with us in our rune tonight
And feel the circle spin
Let your spirit soar in the lunar light
As the Spiral Dance begins
Come with us speeding through the night
As fast as any bird in flight
Silhouettes against the Mother Moon
We will be there soon
When the spinning ceases you can dance no more
Kiss the silent earth
We will tell our children of the Ancient Lore
At the moment of their birth

”Isis Astarte Diana Hecate Demeter Kali Inanna”

Video end:
“Darksome Night and shining Moon
East then South then West then North
Harken to the Witches' Rune
Here we come to call Thee forth
Earth and Water, Air and Fire
Wand and Pentacle and Sword
Working to our Desire
Harken ye unto our Word
Cords and Censer, Scourge and Knife
Powers of the Witches' Blade
Waken all ye into life.
Come ye as the charm is made
Queen of heaven, Queen of Hell
Horned Hunter of the Night
Lend your Power unto my Spell”

----------------------------------------------
Tradução:

Venha se juntar a nós na nossa runa hoje a noite
E sinta o círculo girar
Deixe seu espírito elevar-se na luz lunar
Enquanto a Dança Espiral começa
Venha conosco acelerando através da noite
Tão rápido quanto um pássaro em vôo
Silhuetas contra a Mãe Lua
Nós estaremos lá em breve
Quando o giro cessa você não consegue mais dançar
Beije a Terra silenciosa
Nós contaremos as nossas crianças o conhecimento ancião
No momento em que eles nascerem


"Isis Astarte Diana Hecate Demeter Kali Inanna"


Video end:


"Sombria noite e lua brilhante
Leste e então sul e então oeste e então norte
Ouça as runas das bruxas
Aqui viemos nós para chamar teu próximo


Terra e água, ar e fogo
Varinha e pentagrama e espada
Trabalhando para nosso desejo
Nos ouça invocar vossa palavra
Cordas e incenso, cordão e punhal
Poderes da lâmina das bruxas
Acorde todos vós para a vida
Vinde a vós enquanto o encanto é feito


Rainha do paraíso, rainha do inferno
Caçador cornudo da noite
Empreste seu poder invoqueis meu feitiço"


---------------------------------------------------------------

Uma curiosidade:
Os nomes que aparecem na música (Isis, Astarte, Diana, Hecate, Demeter, Kali e Inanna) são, no paganismo, nomes de grandes bruxas.
Existe um cantico com estes nomes, geralmente usado em rituais para invocação das mesmas.





By Selene




.::☥::.

Site oficial:

Biografia e discografia no jardim dos anjos esquecidos (muito legal esse blog, confiram!):







Pra terminar mais algumas fotos da banda: