segunda-feira, 25 de abril de 2011

Parangolé plagiando Angra?

   Na terça-feira, 19 de Abril o guitarrista do Angra Kiko Loureiro postou em seu Twitter sua indignação com a alta semelhança de seu riff criado em 2001 para a canção Nova Era com o riff presente em meio à canção Azevixe do Parangolé.
   Em resposta, Leo Santana (vocalista da banda de pagode) diz não conhecer a banda Angra e afirma que já tocava a música em questão há 4 anos e que a mesma foi apresentada à eles por um produtor.


   Acompanhe por prints o que rolou no Twitter:






  Podemos ver claramente como Kiko e Felipe estão indignados, mas em nenhum momento apelaram para palavras ou frases prontas de baixo calão.
    Nova Era foi criado e registrado em 2001, então essa história de Azevixe ter 4 anos e portanto ela ser a original não cola!  
   Parando para analisar os riffs das duas canções, não é que são bem parecidas mesmo?!



   Veja agora a explicação dada por André Merenda ao jornal da Globo:



   Pelas palavras do próprio André, plágio assumido!
   
  A maior revolta coube aos fãs e “não fãs” das duas bandas que até agora trocam ácidas palavras nos mais diversos meios de comunicação. Principalmente no Twitter (onde tudo começou).

   Não se sabe ao certo quem lançou a hashtag #ParangoLIXO mas é fato que ela se espalhou rapidamente, contando até mesmo com o apoio de quem nem curte qualquer gênero de Heavy Metal. Chegando a ser o 2° assunto mais comentado entre os usuários brasileiros, e permanecendo pelo menos dois dias nos TT’s Br.

   Claro que não demoraria pra essa história toda ir parar em telejornais e em grandes portais da internet, que em sua maioria se mostraram extremamente despreparadas para argumentar de forma coerente e a constatação mais triste é ver que boa parte destas, ocultaram informações que levam o leitor leigo a achar que quem está errado é justamente quem foi plagiado. Alguns nem mesmo ofereceram meios para que o leitor pudesse comparar os trechos das duas canções.
   Até mesmo a questão do plágio em si acabou sendo deixada em segundo plano. Preocuparam-se mais em criar uma rivalidade entre os públicos de ambas às bandas do que noticiar os fatos.
   Não é difícil encontrar quem tente amenizar a gravidade de um crime como o plágio, dizendo que há muito mais com o que se preocupar. Mas, queria ver se acontecesse com essas pessoas a situação de criarem algo e depois simplesmente serem plagiadas por qualquer um.
Só pelo título de algumas reportagens já vemos a pretensão em se denegrir a imagem do Heavy Metal.
  Muitos também perguntam (em tom sarcástico) como Kiko Loureiro ficou sabendo do plágio; pelas minhas pesquisas, cheguei a uma informação que se confirmou por um tópico em uma comunidade do Angra pelo Orkut (que sempre visito) e pelas palavras do próprio Kiko em entrevista ao Domingo Espetacular da Rede Record.




   Os vizinhos de um dos fãs da banda estava escutando a canção que contém o riff parecido com o de Nova Era, então esse fã resolveu avisar o guitarrista por Twitter, além de ter criado um tópico na comunidade que citei para que os outros fãs do Angra pudessem comparar as músicas.
O problema é só a questão do plágio. A banda Angra inclusive, tempos atrás autorizou que o Calcinha Preta (grupo de forró) fizesse uma versão de uma de suas músicas. Pois, eles fizeram a coisa certa, entraram em contato e pediram permissão.
   Angra é um nome mundialmente consagrado, com músicos que se tornaram referência para outros músicos dos mais diversos gêneros musicais tanto do Brasil quanto do exterior.
Uma boa parcela da população brasileira não conhece Angra e por isso ignorantemente acredita que a banda precisa de um ocorrido como esse para aparecer e nem sequer imagina a grandeza por trás nome "Angra". Grandeza que a mídia convencional até hoje consegue esconder, pois lá atrás já foi plantada a sementinha do preconceito (assunto para um post futuro). 
Preconceito que pode ser desfeito em questão de minutos. A internet está aí para isso, basta uma simples pesquisa sobre a banda, que coleciona feitos, elogios, prêmios e que pode se orgulhar de suas composições muito bem feitas e trabalhadas!  

By Harumi     

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Chaosfear


Esse post é uma pequena homenagem à uma das minhas bandas nacionais preferidas.
A banda foi formada em 1999 pelos amigos Fernando Boccomio, Eduardo Boccomio e Danilo de Freitas. Inicialmente a banda chamava-se Sick Mind, e chegaram a gravar duas músicas com esse nome, porém em 2010 foi descoberta uma banda com esse mesmo nome. O nome foi então mudado para Chaosfear.
Ainda em 2010 ocorreu a entrada do baixista Anderson de Franca e a saída do guitarrista Eduardo Boccomio. 

A primeira demo: "Inside the Extreme World" acabou sendo lançada apenas em 2003 e em 2005 saiu o primeiro CD: "One Step Behind Anger". Que foi muito bem recebido pelos fãs e pela crítica e rendeu para a banda, em 2007 um contrato com a gravadora norte americana Old School Metal Records. Ainda no ano de  2007 Eduardo Boccomio retornou a banda que também fez a abertura do show do Cannibal Corpse em São Paulo.

O segundo álbum: "Image of Disorder" foi lançado mundialmente em fevereiro de 2009, foi o primeiro álbum que conheci da banda e virei fã imediatamente! Se você curte Thrash/Death Metal e ainda não conhece o chaosfear pode ter certeza que vale muito a pena conferir!

O terceiro álbum, espero que venha logo...
By Youkai



Links:



terça-feira, 19 de abril de 2011

Lycanthropy




A Lycanthropy, banda brasileira oriunda de Ituiutaba - MG, surgiu em 2007 e tem em sua atual formação os amigos Diogo "Bald" Vilela (vocalista), Laurencce Martins (guitarrista), Silas Demétrio (baixista) e Thales Matheus (baterista). 


Desde o seu primeiro show a Lycanthropy vem apresentando seu próprio trabalho e contribuindo para a arte extrema de forma criativa e consistente, variando entre a levada "Thrash", passando pela agressividade "Death" e até mesmo atingindo nuances sonoras do gênero "Black".

O primeiro CD demo "Run While You Can" foi lançado de forma independente em janeiro de 2009 e rendeu críticas variadas. No mesmo ano a faixa título ganhou o prêmio de "Menção Honrosa" no "Festival da Canção do Pontal" realizado na cidade natal da banda. A mesma faixa entrou na compilação "The Metal Infecting The World I", lançada no Brasil e em países da América do Sul.

A Lycanthropy registrou uma participação especial na faixa "Transhuman Tempestuous Totem", que compõe o segundo full-lenght da banda de dark-ambient Posthuman Tantra, álbum lançado em 2010. 

Em janeiro de 2011 a banda lança o EP BEWARE pelas gravadoras Two Beers or not Two Beers e Wolves Cave Records, álbum que contou com a partipação do renomado baterista Ricardo Confessori nas baquetas e na produção e que foi também destaque do mês de abril/2011 pela renomada revista Roadie Crew na seção garage demos. BEWARE se trata de uma "sincera transição" de todo trabalho que envolve a Lycanthropy, que progride cada vez mais através de sua mensagem forte e real. Além de fazer shows de divulgação do seu recente material, a banda se prepara para gravar o seu primeiro álbum completo. 

By Laurencce Martins (Lycanthropy)



Contato:





domingo, 17 de abril de 2011

Campanha: dia do Heavy Metal nacional!


A Campanha que visa estabelecer o dia do Heavy Metal nacional, lançada no começo do ano pelo produtor e vocalista das bandas Shaman e Karma 
Thiago Bianchi, vem chamando muita a atenção da mídia especializada. Sendo divulgada e amplamente discutida em diversos
blogs e portais de Heavy Metal na internet.

Mas o projeto que tem em vista valorizar e "esquentar" a cena metálica brasileira, para que seja realmente aprovado precisa, 
segundo a Legislação Brasileira, de um abaixo assinado com cerca de um milhão e trezentas mil assinaturas.
Para isso, disponibilizaram um site oficial para projeto, onde os interessados fazem o download de uma lista para estarem recolhendo 
as assinaturas dos simpatizantes.
E quem curtiu a idéia já está na luta, em menos de uma semana foram contabilizadas mais de 3000 inscrições para o download das listas.

Segundo o próprio Bianchi, em entrevista à TV Limão: 
“O metal é um segmento que carece de união. 
Vejo que todos os segmentos de musica em que realmente aconteceu alguma coisa, no Brasil e no mundo, sempre foi fruto de uma integração 
e de uma união tanto de fãs como de artistas”.
E mostrando que a união faz a força a iniciativa conta com o apoio de equipes como a Library Of Metal, 
que está presente em diversos shows e grandes eventos no estado de São Paulo, com as listas para o recolhimento das assinaturas. 
Entretanto a campanha também conta com o apoio de pessoas do Brasil inteiro.
Vários Headbangers já se mostraram interessados em colaborar 
com o projeto em seus respectivos estados. Como exemplo, os nossos amigos do Pará, fazendo a diferença e se mobilizando em prol do metal:



Para ajudar na divulgação dessa empreitada, foram criados comunidades nas principais redes sociais que visam informar e unir os adeptos a causa. 
A campanha conta até mesmo com uma hashtag que esta sendo divulgada no Twitter: #diadometal

Para mais informações acesse o site oficial da campanha:

Confira o trecho da entrevista em que o idealizador  e vocalista Thiago Bianchi fala sobre o projeto:



                                                                         By Adriana Queiroz

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Wolfklan



     A banda Wolfklan do interior de São Paulo, existe há apenas três anos, mas já chama muito a atenção dos ouvintes. 
Ricardo "Avenger" Silva (vocalista e guitarrista), Caius "Gorewinter" Vinicius (baixista), Fenris Fenrir (vocalista e guitarrista) e Renato Martins (baterista); possuem um grande interesse em culturas pagãs entre outros assuntos relacionados. E todo esse interesse é refletido na sonoridade da banda, que mescla o peso do Metal com passagens épicas.
    Nas composições encontramos exaltação à natureza, busca por honra e glória, citações de diversas culturas pagãs e ótimas críticas sobre como o Cristianismo extinguiu-as.
Em Junho de 2010 gravaram seu primeiro EP, batizado "Battle for the Land". O produtor escolhido foi Mauro Izalbert do Hunger Studio.
      Battle for the Land, contém quatro faixas: Winter Scarlet Rose, Emptiness in Your Eyes, Battle for the Land e Flag to the Skies. O destaque vai para todas as faixas!
      A prova da boa repercussão da banda foi o convite que receberam no final de 2010 da gravadora/distribuidora Circulo Triunfante para fazerem parte do cast do maior festival de Pagan Metal da América do Sul, o MidGard Pagan Fest que será realizado ainda este ano em Curitiba/PR.
O festival traria ao Brasil o Arkona que é uma das bandas mais fantásticas do gênero pagão. Porém, infelizmente a banda russa cancelou suas apresentações na América do Sul.
    Mas, fiquem atentos ao MidGard Pagan Fest, pois com ou sem a banda Arkona o evento promete ser inesquecível!
E guarde bem o nome desta banda, pois é só uma questão de tempo para estes guerreiros conquistarem a batalha!


By Harumi




Ouça a demo "Batlle for the Land" no Myspace: 





Para saber mais sobre o Midgard Pagan Fest:



  

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Holy Moses



Holy Moses é uma banda alemã formada em 1980 pelo baixista Ramom Brusser e pelo guitarrista e vocalista Jochen Fuenders.
A formação se estabilizou em 1981 com a entrada de Sabina e Andy Classen na banda.
A partir daí foram lançadas três demos: Satan’s Angels (1981), Walpurgisnigth(1984) e The Bitch (1985). Praticando um Thrash Metal ao melhor estilo alemão e com o diferencial do vocal de Sabina - Ela foi a primeira mulher a cantar gutural... Até hoje ainda tem pessoas que se assustam quando ouvem garotas cantando assim, agora você imagine em 1981! 



A banda conseguiu maior divulgação apenas em 1986, quando participou da coletânea Metallic Bunnys, assim conseguiram um contrato com a Aaarrrg! Records, lançando ainda em 1986 Queen of the Sian e em 1987 Finished With the Dogs.
A banda merecidamente conquistou muito sucesso na época, e Sabina se tornou um ícone True Headbanger na Alemanha. Em 1989 saiu ainda pela Aaarrrg! Records o álbum  the New Machine of Liechtenstein. Nessa época Sabina passou a apresentar um programa de Heavy Metal na TV alemã e fundou também o seu próprio selo: West Virginia Records, pelo qual foram lançados os álbuns World Chaos (1990), Terminal Terror (1991), Reborn Dogs (1992) e Too Drunk to fuck(coletânea) (1993).
Infelizmente a banda resolve parar de tocar...




 ...Em 1994 foi lançado pela gravadora Steahammer um álbum chamado No Matter What’s the Cause. 
Foram longos sete anos até que em 2000 Sabina resolve remontar o Holy Moses com novos integrantes e lançou os álbuns: Master of Disaster (2001), Disorder of Chaos (2002), Strengh Power Will Passion (2005) e Agony of Death (2008 – último  lançamento da banda até o momento).
Segue firme até hoje.
O Line up atual conta com Sabina, Michael Hankel (guitarra), Atomic Steiff (Bateria) e Oliver Olli Jaath (baixo).
Embora não tenha formado a banda, Sabina é a única integrante que esteve presente em todos os álbums da banda, podendo ser considerada a alma do Holy Moses. 



Integrantes:
Atuais:
Sabina Classen (vocal), Michael Hankel (bateria), Atomic Steiff (Bateria) e Oliver Olli Jath (Baixo).
Ex integrantes:
 Jochen Fünders (vocal e guitarra), Ramon Brüssler (Baixo), Jean Claude (guitarra), Iggy (vocais),
 Andy Classen(vocal e guitarra) , George Symbos (Guitarra),  Thilo Hermann(guitarra), Rainer Laws (Guitarra), Tom Hirtz (vocal), Andre Chapelier (baixo), Jörn Schubert (guitarra), Franky Brotz (guitarra).






Links:
Site oficial:
Myspace:



 


Bem, essa é minha pequena homenagem a essa banda tão legal e a essa mulher foda que é uma verdadeira inspiração pra mim. 
\m/ Thrash 'til death! \m/
By Youkai